30 de mar de 2012

Nice to meet you, Jeff.


Sempre fui atraído por bandas e artistas que gravaram somente uma obra, sou da opinião que ao conceber apenas um disco, o artista confere sua sinceridade e admite que usou todo o estoque criativo (ou não) naquele álbum, então, geralmente esses são de extremo bom gosto.
Há alguns meses atrás li um texto sobre um músico o qual eu não conhecia, Jeff Buckley. Apostei todas minhas fichas, e sem baixar as mp3 (argh...) do único álbum do cara, "Grace", resolvi adquirir o disco na minha última viagem ao exterior.
O disco ficou na fila de várias outras aquisições, mas ele soube esperar sua hora, e quando esta chegou...


O que é aquilo? Que lirismo, que expressão de sentimentos, que interpretação peculiar, tudo que uma música pede o cara sabe dar. Faixa após faixa eu ia me perguntando onde eu estava desde 1994, quando foi lançado o disco. Tudo bem que a internet ajuda nas pesquisas musicais, e naquela época, blá, blá, blá...
Ouvi o disco antes de dormir e vou fixar meus próximos dias nessa gema musical, mas se na primeira audição fez esse estardalhaço...

1 comentários:

Daniel disse...

Sim Thiago, toda ajuda é sempre bem vinda. Me passe seu email pessoal por favor.

blog.jazzerock@hotmail.com

Abraço
Daniel